Retorna à página principal   Mapa do site   Intranet - Acesso Restrito   Acesso Restrito para Pastores   Imprimir o conteúdo desta página    Fale conosco.
Comunidade Evangélica Entre as Nações



Palavra da Terra Santa

Celebrando Rosh Hashaná

Shalom Haverim (Amigos)!

Estamos celebrando Rosh Hashaná, o ano novo judaico! Esta Festa marca o ínicio de um período de dez dias que culmina
com Yom Kipur (Dia do perdão), onde há um jejum coletivo em toda nação de Israel.
Você pode estar se perguntando: Mas o que tem tudo isto, a ver comigo? Sou Cristão e isto é coisa pra judeu...

Sim, esta festa é específica para o povo de Israel, mas isto não implica que a Igreja do Senhor Jesus, composta também de
gentios, não possa celebrá-las.
Gentios que crêem em Jesus, foram enxertados na Oliveira que é Israel. Não existe cristianismo sem a base bíblica e judaica do Antigo Testamento.

O judaísmo bíblico não é PAGÃO! Ele é acima de tudo centrado na pessoa de Jesus. Mesmo que estas festas sejam
sombras D'Ele, como diz o apóstolo Paulo (II Co 1:12), estas festas são proféticas e falam do Seu Reino, o reino de Deus e Seu Filho, Rei dos reis, Jesus Cristo, Yeshua Ha Mashiach.

Gostaria de convocá-lo pra orar junto comigo, que nestes dias de arrependimento o Senhor revele aos judeus que ainda não
encontraram O Caminho, que O Cordeiro Jesus, para expiação dos pecados já foi providenciado pelo próprio Deus.
E que a Igreja também possa estar reavaliando seus erros e pecados coletivos e individuais, e gaste mais tempo reavivando
o seu compromisso com Jesus, reafirmando sua aliançaa com o Todo Poderoso.

Shalom!
Dos nossos irmãos em Cristo, Osvaldo Tavares e Késia Hadassah, de Israel
Rosh Hashaná
"No sétimo mes, no primeiro dia do mes, observares um dia de descanso, um memorial proclamado pelo toque do Shofar, santa convocação." Lev 23.24
Rosh Hashaná, comemorado no primeiro e segundo dias do mes hebraico de Tishrei, é diferente de todas as outras festividades judaicas.
Todas as demais marcam uma experiência significativa na história de nosso povo, enquanto que Rosh Hashaná celebra um evento universal:
a criação do primeiro homem e da primeira mulher.
Rosh Hashaná não é, portanto, apenas uma data sagrada para o judaísmo, mas uma celebração universal, que enfatiza a necessidade de que cada ser humano tenha plena consciência de sua missão nesta vida.
Na Bíblia, é mencionado como um dia onde toca-se as trombetas (Shofar) e faz-se orações celebrando a Deus como Criador e Senhor do universo.
No livro de Salmos encontramos muitas referências interessantes a respeito desta festa. Leia o Salmo 81.

Mas o que isso tem a ver com os crentes nao-judeus?
Rosh Hashaná assinala o começo de um período em que o indivíduo, através da introspecção aprende a exercer sua capacidade de auto-
critica e reparação, a meditar sobre seus atos e reconhecendo suas responsabilidades. Período de balanço espiritual destinado a reforçar
a consciência ética, retificar a conduta e renovar os laços solidários entre os seres humanos.
Tem um sentido profético que muitas vezes desconhecemos. O toque do Shofar aparece para anunciar algo, aponta para uma preparação
final, e isto, refere-se a nossa santidade na graçaa e misericórdia do Senhor. Uma lição de que devemos estar vigilantes e atentos ao
toque da trombeta mencionada em I Cor 15.52.
Nos preparando para a segunda volta do Messias Jesus. Rosh Hashaná, também é chamado de Yom HaT'rua' (Dia do toque do Shofar), também conhecido como Festa das Trombetas. Levítico 23:24.
Esta festa evoca a época em que Deus foi coroado como Rei sobre toda a criação e o toque do Shofar como significando o ínicio do processo de juízo de Deus.

Rosh Hashanah, no calendário ocidental, foi no dia 03/Outubro. O Mes de THSREI - O aniversário do mundo!
O mes de Tishrei é o sétimo no calendário judaico. Isso pode parecer estranho, pois Rosh Hashana, o Novo Ano, é no primeiro e segundo dia de Tishrei.
A razão é que a Torá fez o mes de Nissan o primeiro do ano, para enfatizar a importância histórica da libertação do Egito, que aconteceu
no décimo quinto dia daquele mes, e que marcou o nascimento de nossa nação - Israel.
Mas de acordo com a tradição, o mundo foi criado em Tishrei, ou mais exatamente, Adam (Adao) e Chava (Eva) foram criados no primeiro
dia de Tishrei, que foi o sexto dia da Criação, e é a partir deste mes que o ciclo anual se inicia. Por isso, Rosh Hashaná é celebrado nesta época.

Ha doze meses no ano, e ha doze Tribos em Israel. Cada mes do ano judaico tem sua Tribo representativa. O mes de Tishrei é o mes da Tribo de Dan.
Isto tem um significado simbólico, pois quando Dan nasceu, sua mãe Leah disse: "Deus julgou-me e também atendeu a minha voz." Dan
e Din (Yom HaDin, Dia do Julgamento) são ambos derivados da mesma raiz, simbolizando que Tishrei é a época do Julgamento Divino e
do perdão.